26 outubro 2007

Data-limite e ideia chave


Confesso que tenho grande dificuldade em compreender os critérios, se é que os há, para usar (ou não) o hífen em palavras ou expressões como data-limite e ideia chave. Quando alguém me pergunta o que deve fazer para saber como escrever esses termos, aconselho sempre a consulta de dicionários e bases de dados recentes, como o Priberam ou a Infopédia - com a ressalva de que existem muitas divergências entre eles a este respeito, sobretudo quando os compostos em causa são criações recentes na língua.

Por exemplo, o termo data-limite, composto por justaposição, foi consagrado pela Infopédia e também consta da Mordebe, pelo que pode escrever-se assim. No entanto, o dicionário Priberam não o regista e o Houaiss (impresso, Círculo de Leitores) também não.

Ideia chave, por outro lado, não aparece com hífen em nenhum dos três primeiros. Assim, para já, deve ser escrita enquanto expressão, com os termos separados. Mas "ideia-chave" tem 836 ocorrências no Google, só em páginas de Portugal, e estou certa de que muita gente, mesmo sem consultar dicionários, também escreveria assim a expressão. Afinal, porque não?

É por isso que recomendo a consulta de pelo menos três instrumentos credíveis e actualizados. O terceiro é para desempatar...

7 comentários :

Jaime disse...

Mas como saber se a omissão no dicionário foi esquecimento ou posição de que a palavra não é correcta?

Por exemplo, o dicionário da Infopédia regista "palavra-chave" mas não "palavra-passe". Parece que quem aceita uma, aceitaria a outra.

Curiosamente, se procurarmos na enciclopédia da Infopédia por "password", já encontramos a tradução "palavra-passe".

S. Leite disse...

Por acaso discordo dessa tradução de "password", que me parece perfeitamente desnecessária, dado que existia há muito tempo o termo equivalente em português, que era "senha", embora hoje quase ninguém o use.
Mas tens razão, Jaime. Nunca sabemos se não consagram os termos compostos por estarem "contra" determinadas grafias ou simplesmente por se terem esquecido deles...

Joana disse...

Eu por acaso, até ler este post, escrevia "ideia-chave" :p
Sempre a aprender..
Saudades suas prof Sara :)
Bj

S. Leite disse...

Obrigada, Joana! Eu também tenho muitas saudades...

Sofia disse...

Eu não hesitaria em escrever «ideia-chave», uma vez que temos dicionarizadas as palavras:
elemento-chave
factor-chave
lugar-chave
momento-chave
palavra-chave
papel-chave
país-chave
peça-chave
ponto-chave
posição-chave
posto-chave
questão-chave
área-chave

Sofia disse...

Em rigor, não estão dicionarizadas: estão na MorDebe. Mas é uma boa referência (?)...

S. Leite disse...

Sim, é uma óptima referência. Mas apresenta muitos vocábulos que ainda não foram consagrados pelos dicionários, embora estejam actualmente em uso.