19 novembro 2007

Quilos e não “kilos”



Segundo o Dicionário Etimológico da Língua Portuguesa de José Pedro Machado, -quilo- é um “elemento de composição de nomes e medidas criadas pelo estabelecimento do sistema métrico; traduz a ideia de «mil»” e vem do grego chílios.

Não se percebe, por isso, que ainda haja quem cometa o erro de escrever “kilos” em português – confundindo a palavra com o símbolo kg, ou copiando servilmente o inglês.


9 comentários:

Jaime disse...

Realmente, é "quilo" e não "kilo".

Mas, se fizermos questão em sermos mesmo rigorosos, devemos escrever "quilograma" em vez de apenas "quilo". Isto porque a palavra "quilo", sozinha, só significa "mil". É apenas um número, e os números sozinhos não medem grandezas físicas. Quando os números se seguem de uma unidade física é que passam a medir grandezas físicas:
- o comprimento de um carro é "quatro metros", não apenas "quatro";
- a duração de um jogo de futebol é "noventa minutos", não apenas "noventa";
- um pacote de arroz tem uma massa de "mil gramas" ou "um quilograma", não de apenas "mil" ou "quilo".

S. Leite disse...

Muito bem, Jaime! Vem visto e bem explicado.
Na linguagem corrente, "quilo" é uma palavra formada por truncamento, ou seja, um termo abreviado, truncado, que se usa tanto ou mais do que a correspondente forma completa. Outros exemplos são "mota" (motocicleta), "pneu" (pneumático), "fã" (fanático) e "metro" (metropolitano).

Jaime disse...

Obrigado, S. Leite!

PS. Está a circular na Internet um abaixo-assinado para nomear o meu comentário anterior para o Nobel da Literatura. Quando chegar a ti, agradecia que assinasses. Umas dez vezes. Com letras diferentes. E nomes diferentes. :-)

Anónimo disse...

Está a circular na Internet um abaixo-assinado para nomear o meu comentário anterior para o Nobel da Literatura. Quando chegar a ti, agradecia que assinasses. Umas dez vezes. Com letras diferentes. E nomes diferentes. :-)

Não seria: "agradeceria que assinasses?" ... fiquei na dúvida.

Fernando da Silva Moreira disse...

Já li em muitos lugares sobre a plural de MEGA, referente a Megabytes, dizia-se que como sendo um termo abreviado não se pode usar o "s", isso não se aplica ao caso de quilo?
Abraços

S. Leite disse...

A minha opinião quanto a isso é a seguinte: não é o facto de ser uma abreviação que leva a não admitir o plural de "mega", mas sim o facto de se tratar de um prefixo, como hiper e super ( por isso fica tão mal falar dos "hiperes" e dos "superes").
No entanto, o uso frequente de certos prefixos como abreviações de palavras (como mini, quando nos referimos às cervejas pequenas, as "minis") pode levar a que passemos a admitir a sua flexão no plural.
O caso de "quilo" é diferente, pois trata-se de um radical e não de um prefixo. Por isso, tem direito ao plural quando é usado como abreviação ou forma truncada, como lusos (lusitanos), "pneus" (pneumáticos), fãs (para fanáticos), "motos" (motociclos), etc.
Concorda?

Fernando da Silva Moreira disse...

É a melhor explicação que me deram até agora. Nada como conferir com os falantes originais da nossa língua materna.

Muito Obrigado

Plopes disse...

kg não é abreviação de kilograma ou quilograma, mas sim símbolo de unidade, que inclusive tem até letra grega como símbolo de unidade (ex.: resistência elétrica o símbolo é Ω) e símbolo de unidade, conforme o "SI" não tem plural.
A partir de 2012, quilo passou a se escrever com k (kilo), conforme regulamentação do IMETRO, mas ainda aceita-se escrever quilo até acostumarmos. E a letra k, w e y passou a pertencer ao nosso alfabeto.
Quilômetro passou a se escrever kilometro, sem acento. Centimetro e milimetro também não tem mais acento.

Wellington disse...

De tanto estudar física acabei adotado o "kilo" na minha escrita. Vou me regular mais agora!