26 março 2007

Afinal, porque é que raiz não leva acento agudo e raízes leva?!

Quando a vogal tónica i ou u não forma ditongo com outra vogal imediatamente anterior, é de regra colocar-lhe o acento agudo, precisamente para evidenciar que há um hiato, ou seja, que as duas vogais pertencem a sílabas diferentes. É o que acontece com as palavras Luís, miúdo, saúde, país, juízo, etc. – regra que se aplica também às palavra raízes.

No entanto, existem alguns casos em que a vogal não leva acento agudo, ainda que não haja ditongo com a anterior: sempre que, depois do i ou do u tónico estejam as consoantes l, m, n, r, z – desde que estas não iniciem nova sílaba – ou o dígrafo nh.

Assim se explica que paul, amendoim, saindo, cair, raiz e bainha não se escrevam com acento gráfico, ao passo que abaúlo, contribuímos saída, caíste, raízes levam o acento agudo.

Reparem que esta regra de acentuação, como quase todas as outras, tem lógica: no caso da primeira série de palavras, seria difícil pronunciá-las de forma diferente, com a tónica noutra vogal. Por isso, o acento gráfico é desnecessário. Já as segundas, sem o acento, induziriam os falantes em erro, porque facilmente seriam levados a pronunciar na mesma sílaba aquelas duas vogais juntas: “a-bau-lo”, “con-tri-bui-mos”, “sai-da” e por aí fora, quando, na verdade, se trata de a-ba-ú-lo, con-tri-bu-í-mos e sa-í-da.

13 comentários :

Joana (2º ano) disse...

Ai ai ai o teste de TEC amanhã!

S. Leite disse...

Hehehe! Pensamento positivo! Considerem antes que aqui ficou uma ajudinha... :)

deprofundis disse...

Enfim! Quem é que disse que o Português é difícil?...

Mafalda (2ºano) disse...

ok...acho que agora baralhei-me toda com o abaúlo...definitivamente vou chumbar a TEC

mafalda(2ºano) disse...

ahhhh ja percebi abaúlo o L está a iniciar outra sílaba. claro claro!! ahhh afinal vejo a luz ao fundo...!

Tânia (2º ano) disse...

Isto vai ser ser mto mau professora! :/

S. Leite disse...

Relax, girls...! A acentuação representa apenas 20% da classificação do teste!!

Mafalda (2ºano) disse...

Lol 20% ou seja 4 pontos. dado as minhas notas nunca serem boas...4 pontos podem decidir se tenho uma grande nega ou uma baixa positiva.

aliciaalvis disse...

perfeita a explicação amei.

Anónimo disse...

Como professora de Língua Portuguesa,tTentei convencer uma pessoa a registrar o filho Luís em lugar de Luis.Tentei...

Guilherme Recursos Humanos disse...

Na explicação acima diz, raiz não vai acento porque a regra do hiato existe a exceção que equivale a palavras terminadas em L,M,N e Z desde que não iniciem outra sílaba ou um dígrafo, como por exemplo em RAÍZES.

Seguindo esta lógica não entendi por que BAINHA é um exemplo de que não vai acento. Pela regra do HIATO iria acento, e pela sua regra por formar um DÍGRAFO também. Me ajude por favor. O que estou interpretando errado?

S. Leite disse...

Na verdade, esta é uma regra de acentuação com muitas exce(p)ções. Bainha, moinho, rainha, etc. também não levam acento por o hiato ser seguido do dígrafo "nh".

S. Leite disse...

A este propósito, cito esta passagem do texto do Acordo Ortográfico de 1945:

14 Prescinde-se do acento agudo nas vogais tónicas i e u de vocábulos oxítonos ou paroxítonos, quando, precedidas de vogal que com elas não formam ditongo, são seguidas de l, m, n, r ou z finais de sílaba, ou então de nh: adail, hiulco, paul; Caim, Coimbra, ruim; constituinte, saindo, triunfo; demiurgo, influir, sairdes; aboiz, juiz, raiz; fuinha, moinho, rainha.

Curiosamente, o texto do Acordo Ortográfico de 1990 apresenta uma ligeira alteração a este respeito, no meu entender errónea:

2 As vogais tónicas/tônicas grafadas i e u das palavras oxítonas e paroxítonas não levam acento agudo quando, antecedidas de vogal com que não formam ditongo, constituem sílaba com a consoante seguinte, como é o caso de nh, l, m, n, r e z: bainha, moinho, rainha; adail, paul, Raul; Aboim, Coimbra, ruim; ainda, constituinte, oriundo, ruins, triunfo; atrair, demiurgo, influir, influirmos; juiz, raiz, etc.

Para mim, o erro presente nesta passagem consiste em afirmar que na palavra bainha, como em rainha e moinho, o i tónico forma sílaba com a consoante representada pelo dígrafo "nh". Isso não é verdade, sendo a divisão silábica de tais palavras a seguinte: ba-i-nha, ra-i-nha, mo-i-nho.
Por isso, baseio-me no texto do AO de 1945, no meu entender o único corre(c)to.