14 maio 2007

Entre impacto e impacte... afinal há diferença?

Serão poucos os que ainda têm dúvidas quanto à utilização da palavra impacto, que se generalizou como substantivo, com o significado de “embate” ou “forte repercussão”.

Mas na verdade, e em rigor, impacto é o Particípio Passado do verbo impactar (o mesmo que “meter à força”, “impelir contra”) e o termo a usar (enquanto substantivo) quando nos referimos a uma “colisão” ou a uma “consequência nefasta”, por exemplo no ambiente, seria impacte.

Todavia, há muito que os portugueses abandonaram a forma terminada em e, preferindo impacto em todas as circunstâncias. Talvez na assunção de que impacte fosse como equipe ou camionete, um termo provindo do francês e que deveria ser aportuguesado. Ou talvez por se ter criado a ideia de que impacte era um brasileirismo a evitar em Portugal.

O que é certo é que hoje, por cá, não só se usa pouco ou nada a versão impacte, como muito pouca gente sabe que o termo impacto foi (e ainda é!) um adjectivo participial, antes de ser um nome.

17 comentários :

Joana (2º ano) disse...

Nem sabia que a palavra impacte existia em português, isso pa mim é inglês :p
Beijinho

Carla 2º ano disse...

Tou como a Joana.. Nem sabia que impacte existia :D mas estamos sempre a aprender ;) bjs

luis castilho martins disse...

O POST está mto fixe....Sempre a aprender.

S. Leite disse...

Mas o caso de "impacto" como adjectivo é daqueles que, por se lerem/ouvirem pouco, levam a uma certa insatisfação por parte de quem consulta um dicionário que não tenha exemplos. Após a definição, uma frase exemplificativa ajudaria, em muito, a compreender como podemos usar esse adjectivo no discurso corrente. Não acham?

luis castilho martins disse...

Sem dúvida...até porque sem o exemplo ou registos concretos da introdução desse adjectivo numa frase, acredito que isso nos levas ao referifo no POST "Dúvidas Precisam-se"...

(um momento de inspiração ou não!!!)

Luís disse...

Também acho que dois ou três exemplos explicariam muito melhor a diferença entre impacto e impacte.

S. Leite disse...

Que tal estes?

IMPACTO - "A teoria fora impacta na sua cabeça à custa de muito estudo."
(Note-se que, sendo um adjectivo, IMPACTO pode ser flexionado no feminino)
IMPACTE - "O impacte causado pela notícia foi enorme."

weasel disse...

Não gostei desses exemplos. Também aprendi muito, pensei que impacto era mais correcto sempre, sendo assim acho que um exemplo melhor é:
IMPACTO - "A parede suportou o impacto provocado pelo choque com a viatura."
IMPACTE - "As energias renováveis, permitem reduzir o impacte ambiental."

S. Leite disse...

Weasel, os seus exemplos são frases mais "prováveis", mas o problema é que deve escrever "impacte" em ambos os casos. A dificuldade reside precisamente em arranjar uma frase provável em que seja usado o adjectivo "impacto", precisamente porque ele não se usa muito enquanto tal, mas "erradamente" enquanto substantivo (nos contextos em que deveríamos dizer "impacte").

S Guadalupe disse...

Eu uso impacte, e sempre usei a partir do momento em que me apercebi da diferença. O que é certo é que até publicamente já fui corrigida, o que me levou a momentos pedagogicamente delicados...

Nuno disse...

Talvez se possa compreender melhor se dissermos: 'o impacro causou enorme impacte'...

Rônald Wéasley disse...

Lamento em dizer, mas "impacte" não é reconhecido no Brasil! Sempre usou-se "impacto", então o abrasileiramento não foi motivo para os portugueses usarem a terminação e

Anónimo disse...

Um exemplo e com erro ortográfico. Falta de atenção na escrita. Reler a escrita é sempre conveniente. Ab

Monteiro disse...

Impacto é sinônimo de consequência?

grato

S. Leite disse...

Pode ser, uma vez que é considerado, enquanto sinónimo de "impacte", como "efeito de uma a(c)ção" (cf. em: http://www.priberam.pt/dlpo/impacto)

Anónimo disse...

O mal do nosso português, falo dele porque é o que melhor conheço, é ter muitos nomes para o mesmo significado. Compreendo que impacto e impacte, tenham o mesmo sentido. Recordando que em 1972 quis tirar a carta de condução profissional,era preciso saber-se mecânica.Resultado uma única peça, tinha 4 e mais nomes e era obrigatório memorizar todas elas. Resultado.... Desisti.Porque não mantemos o que é nosso e deixamos os estrangeirismos de lado?

B^B disse...

O mal do nosso português, falo dele porque é o que melhor conheço, é ter muitos nomes para o mesmo significado. Compreendo que impacto e impacte, tenham o mesmo sentido. Recordando que em 1972 quis tirar a carta de condução profissional,era preciso saber-se mecânica.Resultado uma única peça, tinha 4 e mais nomes e era obrigatório memorizar todas elas. Resultado.... Desisti.Porque não mantemos o que é nosso e deixamos os estrangeirismos de lado?