14 Fevereiro 2007

Tem tudo a ver, mas não tem nada a haver!

Muita gente confunde as expressões “ter a ver” e “ter a haver”, que têm significados muito diversos.

Quanto à primeira, tem-se generalizado em detrimento de “ter que ver”, que é mais antiga (e considerada mais correcta, até porque o uso da preposição a parece resultar da influência da língua francesa) e significa “estar relacionado”.

A segunda só deve usar-se quando quem “tem a haver” tem para receber ou recuperar algo (dinheiro, em muitos casos). Por exemplo: "tenho a haver cinco euros."

Assim, não devemos dizer nem escrever frases como “isso não tem nada a haver com o assunto”, muito menos “isso não tem nada haver com o assunto”.

Para mais esclarecimentos sobre estas expressões, consultem as diversas respostas que o Ciberdúvidas tem dado a perguntas dos leitores sobre o assunto.

8 comentários:

Jaime disse...

Eu não tenho nada a haver com estes erros. :-)

Jaime
www.blog.jaimegaspar.com

nós disse...

Acredito, Jaime. E recomendo o teu blogue a quem por aqui passar!

mairao disse...

Por acaso até pensava que se deveria usar em vez de "ter a ver com" o "ter que ver com".

Por via das dúvidas - o acento está correcto? :) - vou usar "está relacionado com".

Gostei deste blog que me foi indicado por uma amiga estudante do ISEC.

nós disse...

Sim, "ter que ver" é mais correcto, mas foi suplantado pelo "ter a ver", em termos de uso. Ao ponto de muita gente agora pensar que "ter que ver" é errado.
Obrigada pela visita :)

Isabel Magalhães disse...

Afinal não sou só eu que passo a vida a corrigir este erro. :)

daddy disse...

O português me confunde nas expressões:
"Aqui não tem nada." (Ora, se não tem nada é porque tem algo, e usamos a expressão para designar 'vazia'. O certo seria dizer: Aqui tem nada.)

"Prefiro que você não faça nada."
(Você quer que a pessoa faça coisa alguma, então esse 'não' não devia ser omitido na frase?)

daddy

S. Leite disse...

Entendo... é a chamada dupla negativa, que também existe noutras línguas ("il n'y a rien", acho que está bem escrito...). Mas em falantes nascidos em África já tenho ouvido dizer "ele sabe nada", o que me parece muito bem!

Denise Venega disse...

A lingua portuguesa é muito complicada,por isso,tenho medo de escrever alguma palavra errada....