11 junho 2008

A moda "proactiva"

Quase de um dia para o outro, comecei a ouvir o adjectivo proactivo a torto e a direito - uma palavra cuja existência na nossa língua, confesso, eu desconhecia.

Hoje, fala-se muito de pessoas, posturas e até de actividades proactivas (o que a mim me parecia, senão um disparate, pelo menos uma redundância!). Perguntei-me se muita gente não usaria a palavra apenas porque lhe soava bem, sem saber ao certo o que poderia querer dizer, ou mesmo se, de facto, existiria em português.

Quando fui investigar, tive uma surpresa. Trata-se da adaptação de um termo inglês (para não variar...), proactive, que já foi consagrada nos nossos dicionários e tem um significado bem explícito e inequívoco: o Grande Dicionário da Língua Portuguesa, da Porto Editora, por exemplo, atesta que proactivo é aquele ou aquilo «que tende a criar ou a controlar uma situação, tomando a iniciativa, e não apenas reagir a ela».

Eis aqui um belo exemplo de como se pode estar sempre a aprender. E, para isso, nada melhor do que ter de ensinar. Afinal, eu até gosto que os meus alunos sejam proactivos...!

7 comentários :

Jorge da Luz disse...

Será que, com o novo Acordo, já podemos escrever: proativa? (SEM C)
Se, na minha sala, escrever a palavra "correção dos tpc", estou a cometer uma incorrecção?
Gostaria de saber se é possível começar a "obedecer" a estas novas regras do Acordo.
Obrigado

Alecrim disse...

De facto, a melhor forma de aprender sempre é mesmo ter que ensinar...

JOANA M. disse...

Muito bem ;)
E aqui fica um grande beijinho!

Alda disse...

A propósito de um desabafo que tive no meu blogue www.miminhosecarinhos.blogspot.com, acerca de erros que muitos colegas cometem, a Joana M indicou-me este blogue que, sinceramente AMEI, tanto, tanto, que o dicionei à minha lista de "Blogs porreiro pá".

Alda disse...

Falhou-me uma tecla... queria dizer adicionei e não "dicionei"

Jorge da Luz disse...

Cada vez mais, e depois de ter lido ler a mensagem que a educadora Alda colocou no seu Blog, tenho a certeza que a formação que tive no ISEC foi a melhor que um professor do 1ºciclo pode ter.
Ajuda muito se tivermos tido uma boa escola primária, mas a verdade é que isso não chega. As cadeiras de língua portuguesa dadas no ISEC são excelentes e aí sim, aprendi a escrever como deve ser. Tive a melhor formação possível.
Obrigado ISEC

S. Leite disse...

Ai, que responsabilidade! Cada vez tenho mais receio de escrever aqui...
Fico grata e comovida com os vossos comentários. Tenho perfeita noção de que são dirigidos a um conjunto vasto de professores, muitos dos quais, infelizmente, já não leccionam no ISEC.
E posso acrescentar, com alegria e orgulho, que os alunos que foram passando pelas minhas mãos ao longo destes 10 anos de actividade (com muito gosto) também me ensinaram muitas e valiosas lições.
:)
Jorge, quanto ao Acordo Ortográfico, penso que ainda não é altura de começarmos a escrever "correção". Para mim, por enquanto, a supressão do c mudo ainda é incorrecta em português europeu.