21 janeiro 2009

O Acordo que nunca mais acorda

Foto de Nuno Pavão


É impressão minha ou o Acordo de 1990, em Portugal, está a demorar um bocadinho a entrar em vigor? Será uma experiência científica, para ver se cria bolor? Teias de aranha já tem de certeza...

Alguém me explica por que motivo ainda não se avançou em Portugal, quando os Brasileiros o adoptaram a partir do início deste ano? Será só para criar confusão ou é também para nos baralhar?!

É que cada vez se torna mais difícil decidir o que fazer, quando proliferam os livrinhos esclarecedores quanto ao que vai mudar, os iluminados dicionários com o "antes" e o "depois" das palavras e os e-mails com ligações para páginas na Internet onde se fazem conversões automáticas de texto escrito conforme o que sabemos para texto escrito conforme o Acordo.

O Priberam fez um inquérito aos seus utilizadores, no sentido de saber se eles pensam começar a escrever de acordo com a nova norma já hoje, daqui a um mês, daqui a seis meses ou apenas dentro de um ano. Como se nós, simples mortais, soubéssemos quando é que o "Big Brother" nos vai mandar seguir a norma!...

Se alguém me puder esclarecer, agradecia... é que nem sequer sei o que é que falta (além do mítico vocabulário comum), para que Portugal faça como o Brasil.

8 comentários :

Anónimo disse...

Dúvidas?

A Sara tem representação desde à 4 anos na Comissão de Juventude.

ou

A Sara tem representação desde hà 4 anos na Comissão de Juventude.

à ou há?

S. Leite disse...

Há quatro anos, de preferência sem o "desde" :)

Anónimo disse...

Professora, desculpe mas o Acordo já "passou". Temos 6 anos de adaptação em que podemos escrever das duas formas. Daqui a seis anos passa a ser só uma. Por isso é bom ir-mo-nos já habituando a escrever de acordo com as novas regras.

S. Leite disse...

Claro que é bom irmo-nos habituando às novas regras. Mas não se vê ninguém fazê-lo, parece-me que está tudo à espera do último dia para passar da "habituação" à obrigação. No Brasil, pelo contrário, começaram no início do ano a escrever segundo o Acordo e não há moratórias para ninguém!

Jorge da Luz disse...

É verdade. Aqui parece-me que é isso mesmo que vai acontecer. O "bom" português deixa tudo para a última ;)

Anónimo disse...

não imagino o que impeça sleite de dar um dos pontapés de saída.

-=|Åñä £ú¢¡ä|=- disse...

É verdade! No Brasil o acordo ortográfico já está em pleno vapor nas escolas. Fico feliz em ver Portugal e Brasil unidos por uma língua tão bonita!

Parabéns pelo blog!

Bjs.

S. Leite disse...

Caros leitores: antes de mais, eu não darei um "pontapé de saída" quanto à adopção do Acordo porque não estou propriamente de acordo com a sua entrada em vigor (embora também não seja categoricamente contra). Por outro lado, e respondendo ao "anónimo" de 28 de Janeiro, a verdade é que o Acordo ainda não "passou" em Portugal. Prova disso é a notícia que saiu há pouco tempo: http://sol.sapo.pt/PaginaInicial/Cultura/Interior.aspx?content_id=125287