18 agosto 2009

Que, de quem e cujo

Pedindo desculpa a todos por ter ido de férias sem avisar (!), aqui estou novamente, com uma pergunta: qual das seguintes opções não serve para completar a frase e porquê?

Aquele é o meu vizinho...

a) que a filha é candidata à presidência da Câmara Municipal.

b) cuja filha é candidata à presidência da Câmara Municipal.

c) de quem a filha é candidata à presidência da Câmara Municipal.

3 comentários :

Anónimo disse...

A opção a) porque soa mal.

Gabriel disse...

A opção a).
Lançarei uma tentativa de explicação, provavelmente superficial e lacunosa, pois não sei dos termos gramaticais.

A filha é "dele" - de + ele, preposição + pronome, logo, falta uma preposição indispensável na letra a). O famoso cujo já encerra idéia de posse e não aceita preposições. A frase c), mais incomum para mim, parece correta, apesar de soar-me estranha...

S. Leite disse...

Tem razão, Gabriel :) Obrigada pela sua intervenção!
Contudo, ouço frequentemente, em Portugal, frases do tipo a) em discurso oral. Parece que o "cujo" é evitado na fala coloquial, como se fosse uma palavra formal. No entanto, faz muita falta em orações relativas em que há uma ideia de posse, como a do exemplo que dei.