12 dezembro 2007

"Como deve de ser" ou "como deve ser"?


Há muita gente a dizer "deve de ser" e "deve de fazer", mas a verdade é que não estão a falar como deve ser...
A razão é simples: o verbo dever não rege a preposição de. Assim como são incorrectas as frases *«Ele deve de vir mais tarde» e «Devem de ser duas horas» (em que o verbo dever exprime probabilidade e, talvez por isso, não dê tanto azo a confusões), também é errada a expressão *“como deve de ser”.
 Talvez a tendência para esta regência do verbo dever aconteça por influência do castelhano, pois nessa língua tal construção existe e é correcta. Por outro lado, pode haver uma analogia com construções em português que veiculam o mesmo tipo de conteúdo: *“deve de ser” e *“deve de fazer” têm um sentido de obrigatoriedade semelhante a “tem de ser” e “tem de fazer” e, com o verbo ter, o uso da preposição de é legítimo.
 Por enquanto, porém, a expressão “deve de ser” não se recomenda, no uso da língua portuguesa. No entanto, talvez venha a vingar, nunca se sabe... até porque é empregada por escritores como José Saramago, porventura para dar mais vivacidade ao discurso de pendor oralizante.
 

11 comentários :

Joana Matos disse...

Olá professora! Há quanto tempo :)
Espero que volte como deve ser :p
beijinho

Tânia disse...

A dos "tiosques" não conhecia. LOL
O verbo dever não rege a preposição de, mas, se o usarmos no infinitivo, já pode vir a seguir a preposição de? (Ele tem o dever de ser honesto) Ou é porque neste tipo de frase "dever" se tornou substantivo?

S. Leite disse...

Nessas frases, dever é nome, sim!

tcl disse...

não! não pode ser! não acredito! Saramago escreve "dever de"? a sério?

S. Leite disse...

Saramago tem uma boa razão: a sua escrita pretende, em boa parte, ser fiel ao discurso oral (em registo popular, ou pelo menos familiar) das personagens que falam através das suas palavras.

Anónimo disse...

Portanto, sempre que eu quiser ser fiel ao discurso oral estou à vontade para escrever o que quiser. Certo?

S. Leite disse...

É claro que está à vontade! Mas deve sempre ter em conta o tipo de texto que está a escrever e o público a que se destina. Para que os seus leitores não o/a tomem por ignorante...
Já leu o conto "Hades" de Luísa Costa Gomes? (Está disponível na Internet).

světluška disse...

Deem uma olhada a isto: http://www.ciberduvidas.pt/pergunta.php?id=12892

Marco disse...

Estive a ler um texto sobre este assunto noutra pagina, escrita em 2003 e a conclusão é contrária. Segundo o que escreveram no link que se segue, "deve de ser" está correcto, embora eles apenas se baseiem no facto de Luís de Camões ter escrito das duas formas, ao que me parece.

http://www.ciberduvidas.com/pergunta.php?id=12872

Anónimo disse...

Esclarecimentos e correções?
Devem de estar (SIM, É CORRETO!!!) a brincar!

Paula Rocinc disse...

Boa tarde S. Duarte e S. Leite,

Embora hoje em dia haja tendência para a supressão da preposição "de" depois do verbo "dever", a verdade é que a expressão "dever de" está registada nos nossos dicionários e consagrada nas nossas obras literárias. O Novo Dicionário Estrutural, Estilístico e Sintáctico da Língua Portuguesa, da Lello Editores, publicado em 1999, dá como exemplo a seguinte frase : "assentaram que deviam de estar naquela praia, onde saíram do galeão" — Quadros da Hist. Trágico-Marítima, Selec. de Rod.Lapa, 4a ed., p.2.

Atentamente,
Paula