24 outubro 2012

Ai, que confusão!


Se há um caso em que o A.O. vem confundir quem precisa de ler ou escrever certas palavras, além do clássico para que fica igual a para (leram com a pronúncia certa? Pára fica igual a para...), esse caso - que para mim é o piorzinho de todos - é o de interceção / interseção / intercessão. Não é uma confusão?
Quem queira escrever uma destas palavras vai ter de parar para pensar, a menos que esteja muito treinado, e talvez até grafá-las primeiro com as consoantes mudas, aparentemente inúteis mas muito jeitosas para ajudar a distinguir estes três parónimos:

interceção - ou intercepção, é o acto de interceptar, ou seja, de interromper alguma coisa
interseção - ou intersecção, é o acto de cruzar, ou de interseccionar - duas linhas, por exemplo
intercessão - que não tinha nenhuma consoante muda, é o acto de interceder, de intervir.

Esta alternância entre esses e cês pode realmente funcionar como uma armadilha... e as consoantes mudas ali estavam para nos ajudar a identificar a grafia certa em cada caso. Agora, teremos de nos resignar a visualizar uma consoante invisível, além de muda. Pela positiva, podemos encarar isso como uma confirmação de que, como se aprende no Principezinho de Saint-Exupéry, «o essencial é invisível aos olhos»...

6 comentários :

Teresa disse...

Muito bem observado. Ainda não me tinha lembrado desta tripla possibilidade.

Reuel Jonathas de Carvalho disse...

Olá, meu nome é Reuel Jonathas, sou estudante de Letras na Faculdade Pitágoras em Belo Horizonte. Estou realizando um trabalho sobre BLOG e escolhi o de vocês. Achei bastante interessante os temas abordados e discutidos no BLOG e o esclarecimento das dúvidas.
Em fim, o trabalho trata-se sobre BLOGS de língua portuguesa, sobre seus conteúdos, a forma que o autor chama a atenção do seu público através dos temas abordados, a interação e outros.
As minhas perguntas são:

1.O que vocês acham sobre o uso da tecnologia, especialmente o BLOG para a educação?

2.Vocês acham que com o BLOG atingem um maior público? E por quê?

3.Qual é o objetivo de vocês com o BLOG e o que buscam de retorno?

Reuel Jonathas de Carvalho disse...

Olá sou aluno de letras e estou realizando um trabalho na faculdade sobre BLOG. Escolhi o BLOG de vocês porque é bastante interessante tanto quanto as curiosidades da língua portuguesa como as atividades que vocês trazem para nós "os alunos". A minha pergunta é: Com a tecnologia "BLOG" o que traz de benefícios para a educação?
Qual é o objetivos de vocês com o BLOG "Língua à Portuguesa"?
Estão tendo o retorno esperado?
Eu agradeceria pelas respostas me ajudaria muito em meu trabalho.
Reuel.

S. Leite disse...

Olá, Reuel. Será que podemos comunicar por e-mail?

S. Leite disse...

Terei todo o gosto em responder às suas perguntas, mas agradeço que me envie um endereço de e-mail para o qual possa enviar as respostas. Grata pela atenção!

světluška disse...

Intersecção, que, aliás, é a pronúncia mais comum no Brasil, pode continuar a ser grafado intersecção em Portugal, já que ambas as pronúncias, com ou sem c, são admitidas: http://www.priberam.pt/dlpo/default.aspx?pal=intersec%C3%A7%C3%A3o

No Brasil dizemos intercepção, com p, por isso mantivemos o p, como em recepção, em que também pronunciamos o p.