27 maio 2008

Quem encontra os 12 erros deste texto?


O Tomás não é uma criança mal comportada, mas sofre de um desiquilíbrio hormonal que o deixa por vezes obsecado com comida, como se estivesse sempre cheinho de fome. Todos os dias, imperetrivelmente há uma hora, pára o que estiver a fazer e entra numa enorme excitação. Quando as crianças saiem da sala em fila para almoçar, nunca quer ir na rectaguarda, com receio de ficar sem comer. Nessas circunstâncias, tem comportamentos menos adquados e, lógicamente, é repreendido. Mensalmente, encontramo-nos com os pais dele, que têm uma explêndida relação com o filho e estão sempre disponiveis para conversar.

19 comentários :

Andreia disse...

Bem que dou voltas e voltas ao texto, mas só encontro 5 erros:
obcecado
impreterivelmente
adequados
logicamente
disponíveis

Como não sou de desistir, vou continuar a procurar.

S. Leite disse...

Força! Até agora vai muito bem :)

Anónimo disse...

acrescento:

é _à_ uma hora pára.

Clotilde

Tânia disse...

Arriscaria:

mal-comportada
desequilíbrio
obcecado
cheínho
impreterivelmente
à
saem
retaguarda
adequados
logicamente
esplêndida
disponíveis

S. Leite disse...

Está quase... só há uma falha aí, Tânia!

T�nia disse...

malcomportada? :)

E porque � que bem-comportada tem h�fen?

Anónimo disse...

mal comportada- mal-comportada
desiquilíbrio - desiquilibrio
obsecado- obcecado
cheinho - cheiinho
imperetrivelmente-impreterivelmente
há uma hora - à uma hora
estiver- está
adquados- adequados
lógicamente - logicamente
explêndida - esplendida
disponiveis - disponíveis


manel

S. Leite disse...

"Malcomportada", sem hífen. E "saem" em vez de "saiem". "Estiver", Manel, não pode ser considerado um erro. Se prefere "está", trata-se de uma opção de estilo :)
Tânia, em "bem-comportado" o hífen é necessário por causa da alteração de som (e grafia) que a junção do "m" de bem ao "c" de comportado (sem hífen) iria causar: ficaria "bencomportado".

Obrigada por terem participado!

Anónimo disse...

acho que está:
obcecado
cheiinho
impretrivelmente
saem
retaguarda
adequados
encontrámo-nos
logicamente
disponíveis
esplêndida
desequilíbrio
"há" - à

S. Leite disse...

Impreterivelmente, vem do verbo preterir. E encontramo-nos está no presente, por isso não tem acento. Obrigada!

Luísa disse...

Penso que será assim:

Malcomportada
desequilíbrio
obcecado
cheiinho
impreterivelmente
à
saem
retaguarda
adequados
logicamente
esplêndida
disponíveis

S. Leite disse...

Certo! Obrigada, Luísa ;)
Incrível é pensar que, se fizer este ditado nas aulas, o texto escrito pelos alunos (adultos) apresenta, em média, 6 destes erros.

Dejinha Benaia disse...

No texto encontrei os seguintes erros:
1- Obsecado/ correto= obcecado com"c";
2-desiquilíbrio/ correto seria desequilíbrio já que a palavra contém um prefixo da palavra equilíbrio;
3- Imperetrivelmente/ o correto seria impreterivelmente;
4-pára/ o correto seria para ( sem acento agudo de acordo com a nova ortografia);
5-saiem/ está erradamente conjugado na terceira pessoa do plural, o correto seria "saem".
6-rectaguarda/ o correto seria retaguarda.
7-Disponiveis/ faltou apenas o acento agudo no primeiro "i" indicando sílaba tônica.
8-lógicamente/ não precisa deste acento agudo, o correto seria "logicamente" sem acento agudo;
9-adquados/ a palavra correta é adequados;
10-Julgo errado a colocação do pronome "com"( terceira oração). Quem é obcecado é obcecado "por" algo, então substituiria o pronome "com" pelo pronome "por";
11- O verbo "há" no sentido de existir não cabe nesta frase: "...impreterivelmente há uma hora";

Bem, isto é tudo o que encontrei, espero a resolução para que possamos aprender juntos!
Um abraço, Dejinha

Anónimo disse...

eu acho que é
obcecado
impreterivelmente
para
retaguarda
adequados
encontramos
tem
esplendida
disponíveis
mal-comportada
desequilíbrio
á
saem
logicamente
achei 14 erros


S. Leite disse...

Caro anónimo: no texto, a palavra tem está certa e pára também (uma vez que o texto foi escrito ao abrigo da antiga norma ortográfica). E a crase da preposição a com o artigo a grafa-se com acento agudo: à e não á. Obrigada pela sua participação!

Anónimo disse...

Um erro que vi ninguém comentar foi o artigo definido antes de Tomás (o). Não se usa artigo antes de substantivo próprio.

Os outros erros que concordo são:
obcecado por
impreterivelmente
retaguarda
adequados
esplêndida
disponíveis
desequilíbrio
malcomportada
a (no lugar de há)
cheiinho
saem
logicamente

Assim, encontrei 13 erros.

Anónimo disse...

O Tomás= Tomás
Mal comportada = malcomportada
Desiquilibrio= desequilíbrio
Observador= obcecado
Cheinho= cheirinho
Imperetrivelmente= impreterivelmente
Há= a
Pará= para
Saíram= saem
Rectaguarda= retaguarda
Adquados= adequados
Lógicamente= logicamente
Explendida= esplêndida
Disponiveis= disponíveis
Sendo assim 14 erros.

Anónimo disse...

Estou com uma dúvida, existe uma erro de concordância na frase: Quando as crianças saem da sala em fila para almoçar, nunca quer (ou nunca querem? As crianças = plural) ir à retaguarda? Ninguém comentou, mas achei que a frase ficou estranha. Está certo o verbo querer no singular mesmo?

Luana.

S. Leite disse...

Cara Luana, a frase parece estranha porque está descontextualizada. De facto, o sujeito do verbo querer é singular, porque se trata de uma criança em particular, o Tomás. Só quando lemos o texto podemos perceber isso. Obrigada pelo seu reparo!